Receba Notícias da CVRTejo.

Indique o seu mail:

Enviar

Pesquisa:

Enviar

SivTejo

Utilizador:

Password:
Entrar Activar conta

 

Início / Promoção / Notícias da CVRT

CVTEJO JÁ É ENTIDADE ACREDITADA

COMISSÃO QUER MAIS PRODUTORES A APOSTAR NA CERTIFICAÇÃO PARA EXPLORAR POTENCIAL DE CRESCIMENTO DA REGIÃO
 

A Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) foi aceite enquanto entidade acreditada para a certificação de produtos vitivinícolas e ambiciona, em 2011, chegar aos 16 milhões de selos fornecidos.

 

Com esta acreditação, concedida pelo IPAC (Instituto Português de Acreditação), segundo a norma NP EP 45011, a CVR Tejo é agora reconhecida oficialmente como organismo apto e qualificado para emitir certificações no que respeita aos vinhos, espumantes e vinagre de vinho com a Denominação de Origem "DoTejo" e com a Indicação Geográfica "Tejo".

 

"Esta acreditação vem reforçar que o nosso processo de certificação é absolutamente idóneo e imparcial, o que confere aos vinhos do Tejo uma clara garantia de qualidade", refere José Pinto Gaspar, Presidente da CVR Tejo.

 

O mesmo responsável revela-se optimista quanto ao desempenho da CVR Tejo no capítulo da certificação de vinhos para este ano, esperando mesmo atingir um número recorde de selos fornecidos aos vinhos da região.

 

"Espero que esta acreditação possa contribuir para motivar cada vez mais produtores a apostarem na certificação dos seus vinhos e que possamos atingir, no final do ano, os 16 milhões de garrafas certificadas".

 

Recorde-se que, embora a CVR Tejo registe aumentos significativos no volume de certificação pelo quarto ano consecutivo, apenas 15% dos vinhos da região são certificados, o que para José Pinto Gaspar, atendendo à sua capacidade produtiva (800 mil hectolitros/ano), é ainda um valor aquém do seu potencial.

 

"A evolução dos números da certificação é muito favorável, mas tendo em conta que a Região do Tejo é uma das regiões nacionais que mais vinho produz, sabemos que tem um potencial de crescimento muito grande e que queremos explorar", conclui.